• Renato Del Buono

QUAL O SEU PAPEL NA LONGA NOVELA DA VIDA?

Updated: Aug 20, 2019


Provavelmente você, assim como eu, está ou já pensou estar na busca pela felicidade. Na minha busca pessoal pela felicidade descobri que ser feliz significa simplesmente viver bem consigo mesmo, amar-se incondicionalmente, sem ter nenhum comportamento que seja desaprovado por mim mesmo, independente do que os outros vão pensar ou de como vão reagir em relação às minhas ações.


Mas o que acontece é que, desde sempre, as pessoas se preocupam muito mais com as atitudes dos outros do que com suas próprias atitudes, com a reação dos outros em relação às suas atitudes. Se preocupam muito mais com a maneira com que os outros estão agindo, criticando fulano, julgando ciclano. Se preocupam com o que os outros vão pensar da maneira como elas estão agindo, como os outros vão julgá-las.


Nossa vida pode ser comparada a uma novela. Uma novela onde todos querem ser adorados e admirados pela audiência. As pessoas ficam preocupadas com suas imagens, com o que os outros vão falar se tomarem certa ação, se disserem certa frase ou até mesmo se usarem certa roupa. Mas além de desempenharem seus papéis nessa novela, o que já é dificil, muitos querem também ser o diretor da novela. São milhões ou bilhões de diretores que querem externar suas opiniões e críticas sobre a atuação de cada personagem que faz parte da longa novela da vida.


Nós normalmente criamos expectativas sobre o que as outras pessoas farão diante das diversas situações pelas quais passamos. Exigimos atitudes diferentes das pessoas, esperando que elas ajam da forma que pensamos ser adequada para cada situação. Criamos expectativas que muitas vezes não são correspondidas e isso nos abala em uma proporção enorme.


Temos que entender que nessa novela o melhor para nós é exercer somente o papel de nossa personagem, procurando agir da melhor forma possivel. Devemos respeitar as limitações das outras pessoas, entender nossas próprias limitações e o processo necessário para nosso crescimento, sem nos preocuparmos com a opinião da audiência.

© 2020 by Instituto Del Buono. Proudly created with Wix.com